Nesta rua podemos ver Jesus, em espírito, diante de nós no Seu caminho para o Calvário. Em silêncio e paciente, como um cordeiro, Ele carrega a Sua cruz, vacilando sob o seu grande peso à medida em que passa pelas ruas estreitas de Jerusalém, cheias de multidões barulhentas. Quem não descobriria o coração de Jesus ao longo da Via Dolorosa, este caminho de dores onde Ele carregou a Sua Cruz? Nem uma só queixa ou reclamação; nenhum suspiro ou palavra de rebelião contra Deus saiu de Seus lábios – nenhuma crítica àqueles que O abandonaram ou contra as pessoas que O insultaram, apesar de lhes ter mostrado somente bondade. “Dá-me a cruz, Eu quero carregá-la.” Em letras fulgurantes, estas palavras estão escritas acima do Cordeiro de Deus, que carrega a pesada cruz com todos os pecados dos homens, até o Calvário, vacilando sob o seu peso. Ao longo da Sua vereda de sofrimentos, o Senhor anela encontrar discípulos da cruz, pessoas que se consagrem ao Seu caminho e com isso ao próprio Jesus. Ele não espera aqui por espectadores, mas por seguidores sinceros, que carreguem suas cruzes pacientemente, tendo em seus lábios um “Sim, Pai!”. Com seus olhos fixos amorosamente no seu Salvador e na Cruz, eles caminham firmes, rumo ao alvo da glória. A coroa está preparada no lar celestial por toda a eternidade, para aqueles que carregam a sua cruz. Volte seus olhos para Jesus e você terá forças para sofrer.

E Ele próprio, carregando a Sua cruz, saiu para o lugar chamado Calvário, Cólgota em hebraico. João 19.17

Quem pertencer a Jesus, não poderá trilhar em sua própria vida um caminho diferente daquele que o seu Mestre trilhou. Quem amar a Jesus, desejará segui-lO na senda da cruz

 

Faça uma viagem  à Terra Santa  ligue:(11) 3257-9211