Aqui encontramos Jesus, como o Senhor que prova os nossos corações. Ele não atendeu ao pedido de Maria e de Marta. Ele não veio ao encontro dos Seus amigos em seu momento de grande aflição – sim, Ele até deixou que a morte se abatesse sobre eles. E por que? “Não te disse Eu que se creres … ” (João 11.40). Ele queria que a fé surgisse nos corações deles. A fé teria de ganhar a vitória neles, a fim de que pudessem presenciar milagres ainda maiores do que se tivessem recebido a ajuda imediata de Jesus. Isso aconteceu para que eles testemunhassem a glória de Deus. Ele queria que seus amigos, mais do que nunca, experimentassem coisas maravilhosas, quando Deus Se aproximasse deles. Deveriam experimentar o poder da Sua vida e a força do Seu amor como nunca antes. Mesmo hoje em dia, vemos que Jesus algumas vezes não responde logo aos nossos pedidos. Parece-nos que Ele nos decepcionou e que está muito distante. Mas é especialmente em tais ocasiões, que Ele nos contempla com amor. Até parece como se Ele estivesse nos observando para ver se, apesar de tudo, poremos toda a nossa fé nEle. Se o fizermos, veremos a glória de Deus – embora isso não aconteça antes de termos passado pelo teste.

Tragada foi a morte pela vitória.

Onde está, ó morte, a tua vitória?

Onde está, ó morte, o teu aguilhão?” 1 Carinhos 15.54,55

A glória de Deus será vista por aqueles que em tempos de maior angústia e desespero colocam sua fé em Jesus, na certeza de que Ele é maior do que qualquer angústia, maior do que a própria morte.

 

Faça uma viagem  à Terra Santa  ligue:(11) 3257-9211

1 comentário.