10 ago 2011
transjordania

Do norte ao sul, a Transjordânia divide-se em cinco partes. A mais setentrional dessas zonas, limitada a oeste pela cadeia do monte Hermon, é um vasto planalto que se estende do Jarmuk as imediações de Damasco, situada a nordeste. Imediatamente a norte do Jarmuk encontra-se uma região muito fértil, que o Antigo Testamento denomina a terra de Basan ou, mais simplesmente, Basan, ou seja, a “terra lisa”, portanto rica e sem pedras. Para além desta conotação geográfica, o termo “bashân” evoca boa alimentação, abundancia e força. Quando faz alusão aos inimigos que o assaltam de todos os lados, o salmista  [ Read More ]

Continue
9 ago 2011
Os Impérios vizinhos de Israel

Durante toda a época bíblica, a história do povo de Israel nunca deixou de ser influenciada pela presença de poderosos vizinhos, tanto a sul como a nordeste. Na sua fronteira meridional, ora aliado, ora hostil, o império Egípcio constituía um fator permanente de preocupações. Em nenhum lado o caráter imprevisível das relações com o Egito é mais bem ilustrado do que nos episódios contratados da instalação de José e do êxodo: em primeiro lugar, José, depois de ter sido vendido pelos irmãos, acaba por tomar-se uma das personagens mais importantes do país, onde a sua família é acolhida de braços  [ Read More ]

Continue
1 ago 2011
geografia de israel nos tempos biblicos

O melhor meio para se representar o país da Bíblia é imaginar seis faixas justapostas orientadas de norte a sul. A primeira dessas faixas é constituída pela planície costeira. Esta começa 20 quilômetros a norte de Aco, onde a sua largura não ultrapassa 5 quilômetros, para atingir gradualmente 13 quilômetros por alturas da baía de Haifa. Aí é cortada pelo monte Carmelo, a sul do qual é retomada, com uma largura de 4 quilômetros, num comprimento de 30 quilômetros. A sul do Naal Tanimim, a planície costeira alarga-se de novo para atingir 20 quilômetros na intersecção do vale do Aialon,  [ Read More ]

Continue
25 jul 2011
Betel, Samaria, Carmelo e Jezrael

Geografia física. Estas diferentes regiões estão longe de constituir uma unidade geográfica. A montanha de Betel é o prolongamento da de Hebron. O vale de Jezrael liga-se a Galiléia. Quanto ao Carmelo, não é mais do que o esporão ocidental dos montes de Guilboa. Contudo, como estas regiões viriam a tornar-se a base territorial do reino do Norte, após o cisma que se seguiu à morte de Salomão, pareceu-nos mais lógico agrupá-las sob o mesmo titulo. Tal como já observamos a propósito da Galiléia. Israel nem sempre controlou o território situado a norte do vale de Jezrael. Em contrapartida, até  [ Read More ]

Continue
18 jul 2011
Uma viagem Histórica pela Terra Santa

Bar Am, uma Sinagoga Galiléia. Em Bar Am, na Alta Galiléia, podem-se ver as majestosas ruínas de uma sinagoga que teria sido construída pelo rabi Simeão Bar Yoqai, o famoso rabino agora sepultado em Meron. A fachada esta bastante bem conservada, e até é possível ver restos de um segundo andar. O edifício se orientava para Jerusalém, e tinha um pórtico com oito colunas, seis em frente e uma de cada lado. As três entradas eram profusamente decoradas, e a arquitrave da entrada principal era rematada por uma arcada com friso. Originalmente era decorado com duas estátuas de Nikê –  [ Read More ]

Continue
5 jul 2011

A Idade do Ferro foi marcada pela descoberta de novas técnicas metalúrgicas, como o seu próprio nome sugere. Ela vai de 1200 a.C., a destruição do primeiro Templo em 586 a.C. É a época dos patriarcas bíblicos e começa com a invasão dos Povos do Mar, entre as quais os filisteus, em toda a costa da Palestina. O reinado de Saul, o primeiro rei de Israel, durou de 1029 a 1007 a.C. Segundo a Bíblia, Saul derrotou os amonitas, moabitas, amalecitas, arameus e edomitas e morreu quando combatia os filisteus perto do monte Guilboa. Saul foi sucedido por Davi, que  [ Read More ]

Continue