10 ago 2011
transjordania

Do norte ao sul, a Transjordânia divide-se em cinco partes. A mais setentrional dessas zonas, limitada a oeste pela cadeia do monte Hermon, é um vasto planalto que se estende do Jarmuk as imediações de Damasco, situada a nordeste. Imediatamente a norte do Jarmuk encontra-se uma região muito fértil, que o Antigo Testamento denomina a terra de Basan ou, mais simplesmente, Basan, ou seja, a “terra lisa”, portanto rica e sem pedras. Para além desta conotação geográfica, o termo “bashân” evoca boa alimentação, abundancia e força. Quando faz alusão aos inimigos que o assaltam de todos os lados, o salmista  [ Read More ]

Continue
5 ago 2011
Composição e transmisão da Bíblia

A Bíblia, diz-se, é o menos lido de todos os Best-sellers. É o livro cujas traduções estão mais espalhadas pelo mundo, no maior número de línguas. A sua tiragem, sob o impulso das sociedades bíblicas, atingem uma média anual de 11 milhões de exemplares da versão integral, 12 milhões de novos testamentos, 400 milhões de brochuras contendo extratos do texto original. É verdade que estes números só podem ser obtidos graças aos modernos processos de impressão e de distribuição. No entanto, mesmo antes de a imprensa ter feito o seu aparecimento no ocidente no século XV, a difusão da Bíblia  [ Read More ]

Continue
27 jul 2011
O Negueb e o Sinai

O Simbolismo do deserto A exceção do episódio da saída do Egito, o período da vagueação no deserto é, incontestavelmente, aquele que de toda a história de Israel, mais marcou a imaginação dos autores da Bíblia. Não apenas este período é descrito no Êxodo, nos Números e no inicio do Deuteronômio, mas é objeto de múltiplas alusões em todo o Antigo Testamento. Para o salmista (Salmos 95, 8-9), a caminhada no deserto constituía uma advertência: Não torneis duros vossos corações como em Meriba, Como no dia de massa, no deserto, Quando os vossos pais Me provocaram, Me provocaram e puderam  [ Read More ]

Continue
7 jul 2011

O alcorão explica a viagem noturna (Sura XVIII) em que Maomé foi conduzido pelo arcanjo Gabriel até a “mesquita mais distante”, de onde subiram ao paraíso. Durante esta viagem viram Abraão, Moisés e Jesus. A festa muçulmana de al-Isra Wal-Mi’raj comemora esse acontecimento. Pouco tempo depois de ele haver começado a pregar, Jerusalém foi conhecida como Cidade Santa e Maomé rezava voltado para a cidade. Só mais tarde mudou a direção para Meca. Omar, o segundo califa, conquistou a cidade em nome de islã em 638. A conclusão da Cúpula da Rocha, pouco mais de meio século depois, consolidou a  [ Read More ]

Continue